Outros temas

A história do corset

A gente já contou um pouquinho para você sobre os corsets e até deu dicas de como usá-lo no look, lembra? Mas como sabemos que aqui todo mundo gosta de se aprofundar quando o assunto é moda, que tal saber mais da história dessa peça?
Desde a Grécia antiga, peças parecidas ao corset já existiam, mas só lá pra 1500 mais ou menos elas foram consideradas como tal. Nessa época, eram chamadas de bodies e feitas de barbatana de baleia. Super rígidos, davam ao corpo uma forma de cone e possuíam tiras nos ombros para sustentá-las.No século XVI, também existiam corsets de ferro, mas eles eram ortopédicos para pessoas com problemas na coluna.
No século XIX, o corset enfraqueceu e passou a ter um formato que separava os seios. Já em 1840, com a invenção do ilhós, o formato se aproximou ao de um ampulheta. A peça perde as alças e enfatiza a cintura. E o modelo com ligas para meias só apareceu no início do século XX.
Uma curiosidade interessante é que, no fim dos anos 70, a peça (que antes era usada como underwear), passou a ser usada pelos punks como peça externa. Daí em diante, também foi adotada pelos góticos e, na década de 80, reinventada por estilistas famosíssimos, como Christian Lacroix e Vivienne Westwood. Sem contar a ajuda bombástica de propagação do look com nada mais, nada menos do que Madonna.
E como a gente já sabe, atualmente, a peça se tornou um coringa, sendo usada como underwear, debaixo dos casacos e blusas transparentes, como camiseta para balada e até em eventos mais chiques.
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nossas Linhas